GUSA


Na primeira foto a galera do GUSA hard at work nos estúdios BPM. Da esquerda para a direita, Borginho, Thiago Barril, Frankão, Daniel, Ike Castilho (dando uma força), Felipe Caetano, esse blogueiro, e nosso produtor, o grande Matheus Pinguim. Na segunda foto, Caetano, Frankão, Fred e Barril descansam entre uma sessão e outra de gravação.

Olá amigos! Esse final de ano tá meio correria, mas eu sempre tento arrumar um tempo para escrever aqui. Às vezes, pintam situações em que fica quase obrigatório um comentário no Boteco. E na maior parte dessas vezes, vocês são obrigados a aturar meus desabafos... Mas dessa vez não! Vim falar de coisas legais do passado e do presente.
No último dia 16/12, às 19 horas, o Centro Cultural da Fundação CSN ofereceu uma programação ímpar: tivemos a oportunidade de assistir uma sequência de curtas, disponibilizados pela ONG Fancine, aqui de Volta Redonda, que tinham como principal temática a Música Popular Brasileira, partindo da visão da música popular de um colecionador de discos antigos, passando por um fabricante artesanal de rústicas violas caipiras e o movimento punk na São Paulo dos anos 80 até o curta "O Mundo é Uma Cabeça", que fala sobre a trajetória do Chico Science. Este último filme em especial, tinha a temática totalmente ligada ao Espaço Cultural Francisco de Assis França, já que o Science é o patrono e principal inspiração para o espaço cultural. Por isso a coordenação do ECFA havia sido convidada para falar um pouco dessa influência e ainda trazer o Grupo de Estudos de Percussão da ONG para apresentar alguns ritmos característicos da Cultura Nordestina. Mais ou menos umas 40 pessoas estiveram presentes. Logo após esse último vídeo, e ainda com o público sob o impacto do mesmo, os percussionistas do ECFA mostraram a riqueza de ritmos como o Maracatu Rural, Maracatu de Baque Virado, Coco, etc.
Após essa breve performance, foi aberto espaço para um debate, conduzido pelo Frankão, uma das cabeças pensantes do ECFA, onde se falou da importância do Movimento Mangue Bit para a música brasileira e a influência do Chico Science sobre a rapaziada que acabou fundando o ECFA.
Quando o Frankão começou a falar sobre o GUSA, ele me chamou para explicar sobre a música "Coletivo Leucopenia", composição do Borginho, com alguns pitacos meus, que trata de um tema meio tabu aqui na cidade: as pessoas que ficam leucopênicas sem nunca terem trabalhado diretamente com o benzeno, graças à poluição do ar e da água (eu sou uma delas). O benzeno é um dos principais elementos do chamado "gás de coqueria", liberado constantemente na CSN.
Nesse dia, comecei a lembrar de tudo que vivemos enquanto tocávamos com o GUSA. Foram bons momentos que acrescentaram muita experiência, não só em nossas carreiras de artistas, mas também em nossa formação pessoal. Tive a oportunidade de tocar pela primeira vez em São Paulo (teatro municipal de Diadema) e de conhecer muita gente legal. Valeu, e muito. Lembrei também que eu tinha guardado em algum lugar um CD com a faixa interativa que fez parte de nossa primeira gravação, o "Sucateado". Esse CD, com três músicas gravadas em setembro de 2001, nos Estúdios BPM, em Copacabana, com a produção do amigo Matheus Pinguim (do qual já falei aqui), vinha em uma capinha de papel reciclado, feita artesanalmente. Fez muito sucesso na época.
Após o evento, algumas pessoas vieram me perguntar sobre o GUSA, onde poderiam encontram informação sobre a banda, etc., por isso, e para que meus amigos do boteco possam conhecer esse trabalho tão importante para mim, disponibilizei a faixa interativa na internet (clique aqui para baixá-la). É um arquivo em flash, com as três músicas, letras, fotos, imagens das capinhas artesanais e muita informação sobre a banda. Enjoy (e por favor, comentem).

PS. Aproveito o ensejo para desejar a todos que acompanham esse blog um final de ano feliz e tranqüilo, e que no Natal, possamos refletir e lembrar às nossas crianças, apesar de todo o apelo capitalista que a data tem hoje em dia, que Natal é muito mais que presentes. É quando comemoramos a vinda para o nosso planeta do espírito mais evoluído que já passou por aqui e que ainda hoje nos conduz deixando uma mensagem de amor, justiça e esperança que, infelizmente, até os nossos dias ainda não foi totalmente compreendida.

Um abraço a todos e até 2010!

Anderson Ganso.

5 comentários:

PALAVRA NÁUFRAGA 23 de dezembro de 2009 12:26  

O Boteco tá virando uma memória virtual da música urbana de Volta Redonda. Muito bom isso, pois a rede é para divulgar todo tipo de informação, custe o que não custar. Lembrar de Los Bronhas, Gusa e tantas outras bandas/projetos sempre me faz lamentar o quanto prejudicou a cena cultural local a existência de espaços de confluência e divulgação disso tudo (não só música, mas performances, poesia, zines etc.). Sempre houve efervescência cultural em VR, o problema é nossa dificuldade em ocupar espaços (ou seria dos espaços se abrirem para nós?). Tô em dúvida...

PALAVRA NÁUFRAGA 23 de dezembro de 2009 12:28  

Correção: é INEXISTÊNCIA onde se lê 'existência'. O resto tá mantido.

Under Son 23 de dezembro de 2009 13:55  

Fala Fábio!
Gostei dessa sua idéia de "memória virtual". Valeu mesmo!
E pra não pensarem que eu tô "puxando a brasa só pra minha sardinha", quem tiver material sobre qualquer outro projeto artístico que marcou época em Volta Redonda, mande pra mim que eu farei um texto e publicarei.
Será que eu ouvi alguém falar "Loucos Pela Arte"? "Infantocata"? "Veloz Sangrar das Horas"? Hein???
Obrigado pelo comentário, irmão.

gim 29 de março de 2011 23:22  

Cuidado Ganso vão falar qeu estás puxando a brasa para minha sardinha rsrsrs.

Bem, eu também fiquei lembrando dos ensaios lá no sitio do meu irmão Biroca das oficinas de papel reciclado e acima de tudo do som e do processo de criação, foi realmente muito bom , mas acabou e virou história, é preciso que a gente se reuna uma hora para ver o que temos de registro e colocar em um local para serem disponibilizados. Tenho um novo blog http://mestregiimbo.blogspot.com/ passe por lá
grande abraço Gim

Under Son 30 de março de 2011 08:20  

Fala, Gim!
Grande amigo...

Pois é... parece que tô puxando saco, né? Mas a sua referência é realmente muito forte. Acaba sendo natural...
Já tô seguindo e recomendando seu blog. Obrigado pela visita.

Postar um comentário

Mercado Livre

"Quando o processo histórico se interrompe... quando a necessidade se associa ao horror e a liberdade ao tédio, a hora é boa para abrir um bar."
W. H. Auden