COMO FERIR QUEM NOS AMA







A sequência de fotos aí em cima mostra o que o livre arbítrio, quando mal utilizado, pode fazer na vida de uma pessoa.
Essa moça, que é indiscutivelmente talentosa e de quem sou grande admirador, optou por um modo de vida nada saudável, e ingrato se considerarmos as oportunidades que recebeu: a julgar pelas fotos, sua infância e adolescência foram como a de qualquer garota normal... Com um grande dom para a música, despontou para a fama muito cedo e com o sucesso, veio também uma vida confortável.
Acontece que a moça não teve qualquer preocupação de controlar suas tendências e mergulhou de cabeça na loucura. Tal qual uma Janis Joplin do século XXI, ela levou ao pé da letra a máxima “prefiro viver 10 anos a 1000 do quê 1000 anos a 10” e foi com tudo... acabando por se tornar viciada em uma porrada de drogas.
Alguns dirão: E daí? A vida é dela, a grana é dela, o corpo é dela... Mas eu afirmo: sua música e seu talento são nossos. Pertencem ao seu público. Portanto sua atitude é egoísta.
O fato que narrei no post anterior me fez pensar a esse respeito e a moça das fotos foi o exemplo mais notório que encontrei para ilustrar a conclusão a que cheguei. Na minha opinião, qualquer um que resolva se auto destruir, seja pelo uso de drogas, dirigindo irresponsavelmente, arrumando confusão, ou seja, tomando decisões que possam eliminar sua própria vida, na verdade é um egoísta.
Por mais idiotas e irresponsáveis que possamos ser, sempre haverá alguém que goste de nós. Imagine o mal que causamos a essa(s) pessoa(s) quando simplesmente resolvemos nos matar agindo de maneira irresponsável...
Fica aberta a discussão. Aguardo os comentários (Alías, muita gente já me falou que leu o blog, mas pouca gente comentou... gostaria de mais participação dos frequentadores do boteco!)

Abraços.

1 comentários:

www.vadiartltda.blogss.com 12 de janeiro de 2009 21:50  

As vezes eu acho que todos nos temos um propósito na vida, sem deixar de lado a minha crença.
Grande assunto, muito bom.
Parabéns!

Postar um comentário

Mercado Livre

"Quando o processo histórico se interrompe... quando a necessidade se associa ao horror e a liberdade ao tédio, a hora é boa para abrir um bar."
W. H. Auden